29 de março, desenhando versos

o que não sei fazer desmancho em frases

eu fiz o nada aparecer

(represente que o homem é um poço escuro.
aqui de cima não se vê nada.
mas quando se chega ao fundo do poço se pode ver o nada).

perder o nada é um empobrecimento

o livro: livro sobre nada, do manoel de barros

Anúncios

2 comentários sobre “29 de março, desenhando versos

  1. “sempre que desejo contar alguma coisa, não faço nada; mas se não desejo contar nada, faço poesia.” adoro esse livro (: nunca lindo demais!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s