27 de junho, dona adília

Sábado de manhã eu fui comprar pão e tem uma senhorinha tão bonitinha aqui no prédio, mas a gente sempre só se deu bom dia. Esse dia eu perguntei se ela gostaria que eu a acompanhesse para atravessar a rua, de bracinho dado. E a gente foi, e ela me contando no caminho, e eu perguntando se ela morava com alguém mais e ela lindinha me disse:
– Minha filha, eu tenho 87 anos e sou solteirona. Solteirona, solteirona. Na minha época, você sabe o que isso significa não sabe?
Não tiro Dona Adília da cabeça e hoje fui lá e deixei esse bilhetinho debaixo da porta dela. Tomara que ela responda.

27 comentários sobre “27 de junho, dona adília

  1. Que bilhetinho fofo! Tomara que ela aceite o convite 🙂 Não esqueça de contar como foi esse chá hahahaha! Sou curiosa também. Quer tomar uma chá comigo, Elisa e Dona Adília?

  2. Adorei esse nunca. Hj em dia muitas pessoas não respeitam os idosos e os maltratam. Quem perde é a sociedade, somos nós! Precisamos valorizar as experiências desses idosos e retribuí-los por tudo que fizeram/fazem por nós direta ou indiretamente!!

    PS: Pq não postou uma foto de dona Adília? Deve ser uma fofaa!!!

  3. E mais: O ato de respeitar o direito dos idosos e ser-lhes solidários devem ser exercidos sempre!!!

    Parabéns, Elisa!

  4. estou super curiosa também. sempre morro de vontade de conversar com alguém mais vivido sobre a vida. deve ser muito interessante.

  5. Ler esse post deu uma saudade da minha vó Irene. Sempre que eu saia com ela andava de braço dado. Ela era tão bonitinha. ❤ Adoto uma avó. Alguém sabe de uma que queira ser adotada?

  6. oi, meninas!
    acompanho o blog de vocês sempre e acho uma coisa muito sensacional os seus nuncas. coisa mais sensível e linda que eu já vi. sério mesmo.
    final do mês que vem vou pro rio e quero conhecer vocês.
    pronto, decidi.

  7. Meu Deus, que fofura da sua parte!

    Sou apaixonada por velhinhos, eles sempre tem histórias tão boas de serem ouvidas e tem uma paz que a gente não encontra em gente jovem, paz de quem sabe que de algum jeito as coisas vão entrar nos eixos. É muito bom!

    beijos, Elisa, sua linda!

  8. Adorei sua iniciativa. Vai render bons posts
    . Quando e e meu cachorro passeamos as vezes converso com pessoas na rua, normalmente as com cachorro que são mais acessíveis ,o cão acaba sendo uma maneira de puxar conversa e acabo sabendo um pouco mais mais sobre ela e depois deste contato incial acabamos nos falando mais no dia a dia, mais que um sorriso ou um bom dia sabe?
    Você é especial tomara que a gente se esbarre um dia, num desses acasos da vida.!!
    bjs

  9. me lembrou minha vó de 81 anos que vive comigo, e apesar de todos os problemas que a idade trás, continua firme e forte. você vai descobrir, elisa, que isso vale e ensina mais do que anos de escola/faculdade. bom chá para vocês!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s